Social icons

2.18.2011

All you need is...One Man Destruction Show

Acabei de sair de um concerto intimista no Café Concerto de Vila Real: One Man Destruction Show.
Confesso que não conhecia o artista; hoje decidi ouvir um pouco do seu trabalho e conhecer um pouco da sua história antes de ir para o concerto. Fiquei impressionada mas melhor do que ouvir as suas músicas através desta máquina branca de ecrã reluzente que me permite aceder a mil e um mundos (o meu mac), é ver e ouvir ao vivo.


Como o próprio o nome indica, um único homem de figura caricata tocou 4 instrumentos e deu encanto ás melodias com uma voz que em muito me fez recordar o meu querido Jim Morrison. A sonoridade era rock com uma pitada de punk (isto segundo o artista com quem tive o prazer de conversar). Eu ficaria apenas pelo rock, mas sim, acabei por lhe dar razão no final. O punk estava por lá.

Um concerto diferente e bastante inusitado. Ainda não acredito na magnificência com que ele tocava
guitarra com uma baqueta na mão para introduzir o poder da bateria nas suas músicas. Uma gaita diatónica dava ar de sua graça e ainda uma pandeireta por lá se encontrava e esta fazia-se ouvir sempre que o pé do "One Man" assim pretendia.

No final do concerto, entrevistá-mo-lo para a Tribo, não sem antes trocar umas quantas palavras sobre o concerto e uma data de perguntas sobre as suas inspirações.

Disse-lhe que me soou a The Doors, e ele amavelmente respondeu "OOOHH, That's cool!", acrescentando que compreendia o porquê de eu gostar dos The Doors:

- They have great songs. And I understand. After all, Jim Morrison is sexy!

Comentou a cerveja portuguesa e o facto de ter pedido um bife e que ficou chocado com a data de comida que em Portugal servem.

- This bear is really nice. It's smooth and easy to drink...
- ... and to be drunk! - disse eu (tive que mandar a boquinha, afinal de contas ele já estava tocado).

- And the food here...I asked for a piece of meat and they bring me lots of rice, chips, salada...

...E mais uma data de coisas. O que interessa é que adorou cá estar (em Vila Real) pois adora o público europeu. Como ele disse, o público europeu em geral, com excepção do público inglês, é bastante comunicativo. Pelo menos nisto Portugal tem boa fama. Avé!

Um artista que não deixarei de ouvir novamente (infelizmente não tinha dinheiro comigo senão tinha certamente comprado um dos seus coloridos cd's que, de forma estranha, transportava num saco de plástico azul, o que mais fazia lembrar a merenda).

Aconselho vivamente. Não deixem de ouvir e partilhar.

3 comments

  1. Uau gostei imenso do teu blogue bastante interessante. Um excelente cantinho para fugir um bocado à loucura dos blogues de moda :)

    E adorei a tua experiência deve ter sido divertido!

    Beijinho

    invoguewithsilvanaquerido.blogspot.com

    ReplyDelete
  2. Ainda bem que o homem gostou de Portugal! :D

    beijinho*

    ReplyDelete

Powered by Blogger.