Social icons

Do you like my red nose, honey?

Photobucket


Queima de Vila Real 2010 - parte 1

Photobucket



Dia 1, Iran Costa

Cheguei atrasada ao jantar de curso. Atrasada com quem diz pois o atraso de meia hora é banal. Decidi ir um dia antes apenas pois devido a uma infecção urinária não andava muito animada e ainda por cima não podia beber pinga de alcool. Mas lá decidi ir e até que nem foi mau. Eu saí sóbria de lá bem como a maioria dos meus amigos, tirando um ou dois que andavam para lá a dançar, a subir a cadeiras, a dar grandes tombos e a aleijarem-se na rótula. Para esses, a noite correu bem e mal, com risadas e vidros espetados na barriga. Para mim foi apenas uma noite divertida passada com os meus amigos.

O Iran Costa entrou em palco. Já sabia mais ou menos o que me esperava pois já o tinha visto anteriormente na Recepção ao Caloiro em Braga e, acreditem ou não, até que foi engraçado. Em Vila Real o mesmo se passou. Lá dançamos ao som do bicho ainda que ele tenha dito que não o deixava, 'tocar o bicho' (disse isto enquanto fazia uns qunatos gestos meio pornográficos).

Após o Iran, por mais estranho que possa soar, a música ficou intragável portanto em vez de ficar até fechar (ás 5h) fiquei até às 4h, muito devido ao facto de ter ajudado na montagem da minha barraca de curso, ter corrido de um lado para o outro, carregado paletes, etc etc etc.


Dia 2, Xutos e Pontapés

O Fábio foi cortar a trunfinha dele e logo após chegaram de viagem a minha irmã e o namorado, o Nemo. Sim, como o peixinho palhaço :)

Fomos para casa do Fábio por ser mais perto do recinto e de seguida Mcdonalds, sem o Fábio que teve um jantar em casa do padrinho de universidade.

Terminado o jantar andamos numa correria. As bilheteiras abriam às 22h e estava uma fila descomunal. Assim, decidimos dividir-nos. A minha irmã foi para a fila e eu e o Nemo fomos a lavandaria do shopping e buscar o gelo que nos iam dar para a barraca de curso. De seguida, juntamo-nos à minha irmã.

Após uma espera suportável na fila só um destino era possível: Pioledo, a zona dos bares de Vila Real. Levei-os ao Undergreen, o bar mais pequenino e engraçado que conheço. Só para terem uma ideia, os donos daquilo são uma espécie de ambientalistas. São rastafaris e o bar está sempre com alguns cães que eles tiram das ruas e cuidam.
O Undergreen é bastante conhecido pelos seus tremoços de salsa e essa foi uma das razões que nos levou a lá ir.
Eu adoro-os e eles adoraram, claro!

Foi aí que resolvemos ir embora para nos encontrarmos com um amigo nosso, o Xico, e juntos bebermos o famoso pack do Retiro da Marginal, uma tasquinha tradicional onde o dono por todos é conhecido como Ti Carlos. O pack é composto por um traçadinho (bagaço e anis) e um fino logo é natural que ao fim de alguns uma pessoa já tenha a visão turva.

Demoramos um bocado a sair de lá e já eram 2h. Ainda fomos a casa pousar umas coisas logo só chegamos ao recinto por volta das 2h45. Fui a correr para o recinto pois no dia anterior tinha dito ao Fábio que veria Xutos com ele pois nunca nenhum de nós tinha visto.
Azar, eles começaram a actuação à 1h e quando cheguei só consegui ouvir cerca de três músicas. Sim, ouvir pois com tanta gente vê-los foi impossível.

Ainda assim, a noite foi muito divertida.
Ah, e quase me esquecia. Reecontrei o meu grande amigo Luís Soares com quem já não estava desde Paredes de Coura. Foi Lindo.


O dia de David Fonseca fica para depois. Já não é cedo e sei que me vou alongar mais a descrever o dia 3 da 'minha' Queima :)

OLÁ NOVAMENTE

Olá Olá. Tenho andado um pouco a leste mas tudo tem explicação: falta de acesso à internet em Vila Real mas principalmente a QUEIMA que terminou na Quarta.
Em breve terminarei o post sobre o a experiência no Coliseu do Porto com o David Fonseca e farei um pequeno resumo sobre a queima de Vila Real, com direito a fotos :)
Até amanhã Bacafuzadas

David Fonseca no Coliseu do Porto - parte 1

O ANTES:

Sexta-feira, 16 de Abril de 2010. Nunca aguardei com tanta ansiedade a chegada de um dia. Quando chegou nem podia acreditar.
Estava em Vila Real e como acontece em qualquer outro dia do ano segui à risca a minha rotina matinal.
Apanhei o autocarro das 15h após um bom beijinho de despedida.
A viagem parecia não ter fim e todas as casas, árvores e pessoas foram vistas e apreciadas ao som de David Fonseca. Sim, pois durante todo o caminho era o único som que saía dos meus headphones.

CHEGADA AO PORTO:

Finalmente, Porto!
O tum tum do coração parecia aumentar gradualmente. Não estava nervosa, nunca estou quando o assunto é David. Acho que já entrei num estado de habituação tal que os nervos não me afectam. Mas não encontro solucção para a ansiedade e emoção. Fico sempre com uma pequena euforia, confesso.
Sai do autocarro e começou a chuviscar. Oh sorte maldita!
Com o écharpe na cabeça para o meu cabelo não virar um monstrinho.
Sabia mais ou menos onde se localizava o Coliseu mas tendo em conta que o meu sentido de orientação é semelhante ao de um peixe, preferi pedir indicações.
Lá encontrei a entrada traseira do Coliseu, o famoso portão verde que a Natália, uma das assistentes do David, tinha mencionado nas mensagens de facebook que me enviou.
Eram 17h. Só poderia entrar meia hora depois. Fui a um café, comprei uma água e um pacote de batatas fritas e voltei para a 'base', onde fiquei por longos minutos.

OLÁ ISABEL:

A chuva teimava em não parar. A minha mala rosa estava cada vez mais molhada e o meu cabelo tendia em aumentar um pouco o volume.
De repente oiço um Olá inesperado. Era a Isabel, a outra vencedora do passatempo e a pessoa com quem iria partilhar aquela experiência única.
Eram 17h15, mais ou menos. Ainda faltavam alguns minutos de espera, uma espera curta mas longa. A chuva caía e a Ticha, a assistente que nos iria buscar ao portão, não aparecia.
"17h30" - pensava -"Só quero as 17h30".

FINALMENTE:

Finalmente as 17h30 chegaram, bem como a Ticha.
"Olá Dani" - disse com a enorme simpatia com que já me habituou.
Cumprimentei-a e de seguida eu e a Isabel seguimo-la até aos backstages, local onde tudo se passaria.
Ela deu-nos algumas indicações que literalmente se resumiram a "Podem estar à vontade".

O ENSAIO:

Pousei a mala, peguei na máquina e segui a Ticha até ao palco, juntamente com a Isabel. E lá estava o 'nosso homem' a ensaiar de guitarra na mão. Comecei logo a filmar mas sinceramente fiquei logo vidrada em tudo o que se estava a passar.
Fui cumprimentando as pessoas que conhecia e metendo conversa com as que nunca tinha visto. Disse olá ao Paulo Salgado, o manager,que amavelmente trato por Simpatia. Foi aqui que ele fez questão de me dizer que nesse dia não estava muito simpático. Pudera, aquela profissão é um stress constante. Acreditem ou não há muita coisa feita à última da hora pois só à última da hora podem ser feitas.
Foi então que reparei que estava lá o Afonso dos Sean Riley. Fiquei boquiaberta. Acreditem ou não, ele é o meu segundo ídolo português. Adoro a voz dele, a sua pose, enfim.
eu sabia que era ele mas tive de perguntar à Ticha se não estava a ver coisas. Ela confirmou. Era o Afonso.
ele e o David estavam constantemente a ensaiar duas músicas que iriam cantar juntos no concerto. Pelo que disseram, convidaram o Afonso um pouco tarde, daí estarem a ensaiar sempre o mesmo.
Vou passar a parte do ensaio à frente.
ah, tivemos direito a credenciais e o Paulo Pereira, o grande teclista do David e dos Quem é o Bob, veio falar connosco. É das pessoas mais acessíveis que conheço.
De repente, surge o David com uma máquina descartável e diz: Isabel e Daniela, juntem-se para a fotografia.
Nós assim fizemos e "TXIC". Pensamos que a fotografia seria para ele mais tarde colocar nas redes sociais como habitualmente faz. Mas foi aí que ele disse que iria atirar a máquina durante o concerto.
"O quê?", pensamos. A reacção foi mutua. Afinal de contas a nossa foto poderia parar nas mãos de qualquer um. Oh God!

ESTÁ NA HORA DE JANTAR:


"Pessoal, são 19horas, temos de ir jantar pois as portas abrem às 20h para os Amazing Cats" - disse a Ticha quase em tom maternal (aquele tom maternal de uma mãe que só avisa uma vez senão há problemas :D).

Ainda demoraram um pouco a abandonar o palco e a finalizarem a montagem do espaço.
O momento por que tanto esperava aproximava-se. Afinal já tenho m historialzinho com o David mas nunca almocei ou jantei com ele. Seria a primeira vez.
A questão que me assombrava era "E se eu não gostar da comida?"
A Ticha veio ter connosco e disse para a seguirmos. O David acompanhou-nos e a meio do caminho perguntou se ninguém tinha uns óculos de sol. Intuito? Atirar os óculos durante o concerto. Foi assim que ganhei uns vermelhos há três anos atrás, em Esposende. Pena que ninguém tinha.
Um, dois,três passitos depois subimos umas escadas.
"Já me lembro disto" - disse o David.
E foi aí que entramos numa pequena sala com uma enorme mesa rectangular encostada à parede do lado direito repleta de comida e bebida, três mesas redondas no centro e uma pequena mesa do lado esquerdo onde se encontravam as sobremesas.

"Sentem-se onde houver lugar" - disse a Ticha. E assim fizemos. Sentamo-nos na última mesa da sala junto aos Mariachi e ao Afonso.

CONTINUA.....

David Fonseca - Coliseu do Porto

O dia de ontem, passado no Coliseu do Porto como assistente pessoal do David Fonseca, foi simplesmente hilariante. Tenho montes de vídeos, assim como a Isabel (a outra assistente) portanto fiquem não só ao Bacafuzadas mas também ao Sim, sou esquerdina.
Apenas não ponho aqui já o documentário pois eu e a Isabel devemos trocar vídeos e além do mais deixei o meu computador em Vila Real, e ele é muito melhor para editar.
Ainda estou em êxtase com tudo o que aconteceu ontem. Mas na verdade, também estou super cansada.
Foi um dia surreal, com certeza. Obrigada a toda a equipa. Foram magníficos.

Models Own





Só me apetece encomendar estas cores todas porque são lindas e fazem lembrar o Verão.
Disponíveis aqui

Ensaios para os Coliseus



Chanel


Apetece-me ser fútil e dizer que estou completamente apaixonada pelo Rouge Chanel nº5, Mademoiselle. É uma cor linda, tipo salmão mas muito mais apetitosa. Há séculos que procuro esta cor e txanam, apareceu o batom perfeitinho. Resta esperar para o ver nas perfumarias e apreciar também o seu preço..

Letter to F.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Lethes



Photobucket

Andava a vaguear pela net e lembrei-me de ver num site as fotos da noite passada no festival de tunas de Viana do Castelo, o Lethes. Sim, porque depois do espectáculo havia um autocarro à espera para levar os interessados a uma das discotecas de Viana, a Look.
Ainda bem que lá fui pois não levei máquina à noite e não tinha fotos para recordação.
Aqui está a foto que lá tirei com a Rita. Até nem está má de todo :)


16 de Abril

Aconselho a leitura deste post. É sobre a minha futura experiência como assistente pessoal do David Fonseca no próximo dia 16. Foi escrito pela Isabel Lima, a minha parceira na assistência ao David. Pelos vistos a comercial vai andar a filmar-nos. OH yeah!
Leiam leiam :)

Ellen


Photobucket



Já vos disse que adoro esta mulher e que ela é uma das mulheres mais extraordinárias do mundo?
O programa dela é super cómico e interessante. Se ainda não o vêem, deviam fazê-.o.
Afinal não serei assistente do David Fonseca no coliseu de Lisboa. SEREI NO PORTO :)
dia 16, o Porto espera-me uhuh
Pois bem, o vídeo teve os seus altos e baixos e não estava a melhor coisinha do mundo mas a verdade é que fui uma dos QUATRO VENCEDORES do PASSATEMPO COMERCIAL :)

Vou ser assistente do David Fonseca por um dia no Coliseu de Lisboa.

Podem ver os vídeos vencedores AQUI


Bonjour

Photobucket


Viana

A brisa estava um pouco furiosa mas o sol raiava como nunca, o que compensava o facto de o vento fazer os meus cabelos voarem e baterem-me levemente na cara.
Naquela pequena varanda, pouco mais larga do que eu, era possível ver a vida que aquela rua tem. Pessoas de todos os tamanhos e feitios passeavam com uma espécie de sorriso no rosto, de mangas arregaçadas e óculos de sol. Um rapaz de chapéu e mochila de cabedal gasto à tira colo captou a minha atenção durante alguns minutos. Fiquei a admirar a sua estranha maneira de caminhar ao longo da rua. Estava feliz, posso dizer com certeza. Os meus olhos acompanharam o seu percurso até o perder de vista.
Saímos de casa. Eu e os que lá estavam em casa, naquele acolhedor T0 em frente à marina e do futuro coliseu de Viana do Castelo. O cheiro do almoço ainda se fazia sentir quando fechamos a porta.
Visita breve à gelataria da Li onde os gelados são caseiros e de inúmeros sabores, entre os quais vodka preta e cerveja. Optei pelo de bolachas. Hmm, óptima escolha.
O tempo convidava, sem dúvida, a um bom serão na esplanada.
Caminhamos junto à marina, como se acompanhássemos o fluxo da água. Uma estátua dourada com um barco e uma flor na mão dava as boas-vindas a todos os que de barco chegavam. Um castelo depressa surgiu e nele entramos. Percorremos os seus recantos até nos fartarmos.
Voltamos a casa e peguei na mochila. Chegara a hora de dizer adeus a Viana.
Como odiei dizer adeus a Viana. Porque Viana é amor e nunca me canso de dizer.


Passei dois dias em Viana e foi lindo. Poderia ter relatado os dois dias mas não sei porquê só me apeteceu descrever parte do dia de hoje. Adorei, e pronto.

Bush-a

Verão 2008. Se agora temos pouco juízo, nesta altura não tínhamos nenhum.
Isto não foi nada combinado. Simplesmente saiu.


'Ah Bush-a, Ah Bush-a....Fod...-se Bush põe-te no cara...."

Pendulum 360º

Pois é, se ainda não viram este videoclip então aproveitem a dica pois não vão querer perdê-lo. Pendulum 360 é nada mais nada menos do que um videoclip onde é possível o espectador obter uma visão de 360º, como acontece no Google Maps. Para tal, apenas é necessário utilizar o rato.

Além disso, Pendulum possibilita o download grátis da música mas com uma condição: o espectador tem de estar atento para conseguir encontrar 6 letras maiúsculos que formam o código necessário para baixar a música. Fenomenal, huh?

Perdidos e Achados

Photobucket


Mais uma coisinha vintage e amorosa que a avó tinha lá perdida em casa.





PLEEEEEASE, cliquem no link, tornem-se fãs e procurem a minha frase. depois basta clicar em GOSTO (que tá debaixo da frase) :D et VOILÁ!!

Não dói nada e não pagam mais impostos por isto. C'mon, só assim poderei ir ao último ensaio do David no Coliseu :D

obrigada-obrigada
sabem que mais? quero paredes de coura JÁ
Well, parece que vou ter de modificar um pouco o post do passatempo a comercial :) acho que não me expressei bem :D
A chuva não era leve e suportável. Estava um dia negro, com ventos fortíssimos e chuva horrível. E era necessário limpar a banheira do quintal porque ela estava cheiinha de terra :) ficava giro, ficava. mas foi impossível :(

Passatempo Comercial



Ah, é verdade, aqui está a merda que fiz. Não era para ser nada disto. Aliás, não tem nada a ver. Isto é banal e chato mas foi o melhor que se arranjou. Eu ia gravar numa banheira abandonada num quintal junto aos patos. Iria estar de chapéu de palha e provavelmente de galochas e só iria cantarolar quá quá quá pois iria ser um pato fêmea, ou uma pata, se preferirem. Mas a chuva estraga-me sempre os planos. Os deuses não devem gostar lá muito de mim. Oh nhec!

É muuuuuuuito amor


Ah, devo dizer que estes dois dias em Fafe foram o melhor mimo que já tive. Mas perdi completamente o contacto com o mundo e só agora vi que

MGMT VÃO ESTAR NO CAMPO PEQUENO NO DIA 18 de DEZEMBRO.

Adivinhem quem vai, hein?
Powered by Blogger.