Social icons

9.18.2010

Homens, blábláblá


Photobucket
Não podemos viver com eles nem sem eles. Homens. Alguns conseguem ser bem adoráveis mas existe um repugnante, ou até vários, em cada esquina, principalmente se a 'esquina' estiver em obras.
"Oh Boa!", insistem em chamar quando um rabo de saias passa. Quase caem dos andaimes. Mas verdade seja dita que muitas vezes são homenzinhos já com certa idade, mulher e filhos, que nos apitam ou lançam olhares enquanto conduzem.
Mas fosse isto o pior. Não sei que tipo de mosquito mordeu a espécie mas todos os seres do sexo masculino, ou pelo menos 99% deles, deixa o tampo da sanita em cima e em sua defesa dizem 'Pior era se não levantasse e mijasse em cima do tampo onde depois te vais sentar'.
Concordo. Dos dois males o melhor mas considero que levantar antes de despejar e baixar quando o serviço estiver feito não é assim tão complicado.

"-Depois vê-se", esta era a resposta que podia sempre esperar quando tentava fazer planos para o próprio dia ou para o seguinte. Não gosto de fazer planos, acrescentava. Acho que os homens só têm agendas porque são obrigados ou porque implica o saldo que têm na conta bancária. De outra forma, ficariam sentados no sofá e as únicas coisas que planeariam seriam o serão lá em casa para ver mais um dos jogos da Liga e quem devia trazer as imperiais e os tremoços.

Adoro criticar os homens, dá-me piada, confesso. Mas agora que passo literalmente 24 horas com eles passei a achar também piada aos seus defeitos e não somente ao acto de criticá-los. Mas confesso que suspiro, quase como se fosse um desabafo silencioso, sempre que entro na casa de banho e tenho de baixar o tampo da sanita.

Post a Comment

Powered by Blogger.