Social icons

2.09.2010

Actualizações

Ontem foi o primeiro dia de aulas do segundo semestre, pelo menos para mim. Pensei que seria chegar lá e pouco fazer. Estava enganada.
Primeiro uma reunião para nos envolvermos em novos projectos de rádio, televisão e penso que entre outros. Não tenho a certeza pois aquilo começava às 14h e só lá pus os pés às 15h. Inscrevi-me na rádio juntamente com a Maria. Tencionamos fazer um programa simples mas de boa qualidade onde sejam abordados diversos temas. Vamos lá ver o que sai das nossas mentes em concreto.
Posteriormente conhecemos um novo professor que parece um daqueles avôzinhos queridos que vê-mos em filmes e novelas. O problema é que fala mesmo suuuuper baixo e como em um timbre bastante bonito dá vontade de adormecer enquanto ficamos a ouvir a sua voz melodiosa. Além disso a disciplina dele consiste em fonética. Parece que existe uma 'linguagem fonética' onde através de símbolos escrevemos o som das palavras. E...teremos de saber aquilo de cor e salteado.
De seguida, Imprensa, Rádio e Televisão onde os temas abordados parecem ser muito interessantes. Mas a má noticia rapidamente chegou. Nada de frequência. Seremos avaliados por notícias de imprensa, notícias de rádio, uma reportagem em formato vídeo, uma tertúlia também em vídeo e os micro trabalhos que são feitos de aula para aula.
Já estamos a fazer um sobre 'o que é ser jornalista', imaginem só. Mas apesar de saber que será uma disciplina bastante exigente e stressante, fiquei bastante empolgada pois a minha futura vida, espero eu, será também ela exigente e stressante.
Já iniciei o meu primeiro trabalho e para tal estou a colocar a questão base a diversos jornalistas, uns mais conhecidos que outros mas todos eles bons profissionais.
José Rodrigues dos Santos foi o primeiro a responder. Fiquei perplexa a olhar para o email pois pensei que não seria tão rápido a responder. Demorou dez minutos a enviar a resposta desde que lhe enviei a pergunta. Acho que já começo a ter os meus 'contactos', característa fundamental do jornalista. yey!
O próximo passo é enviar a jornalistas do Público.
E por falar em Público, o meu querido Luís Soares começou ontem a trabalhar no magnífico suplemento de artes do Público, o Ipsilon. Esta sexta-feira terei oportunidade de ler, como tantas outras pessoas, os seus viciantes artigos. Sim, viciantes, sei do que falo. Adoro a escrita dele e aposto que tal como eu, se lerem, vão adorar. Também ele fará parte do meu trabalho, o que será um prazer.
Sigam o meu conselho, comprem o Público na sexta e leiam o Ipsilon. Não se vão arrepender. Ah, e se gostam de ler coisas mesmo interessantes aconselho o seu blog:

Vou para as aulas, cya!

2 comments

  1. es um amor. tenho dito.

    (e tenho-o pensado mais vezes :)

    ReplyDelete
  2. também enviei um mail para o Rodrigues dos Santos, por causa de um trabalho e respondeu-me em menos de 2h. e não era uma daquelas mensagens pré-feitas, note-se (;

    ReplyDelete

Powered by Blogger.