Social icons

12.26.2009 Lá estava ela. Firme. Sorridente. Postura descontraída, ar sereno, típico de quem não tem nem vê maldade, típico de quem ama o ar que respira, o chão que pisa, o mundo que vê. Os seus olhos cor de mel, sempre atentos e cintilantes, observavam todo e qualquer movimento que se fazia sentir. Até que se cruzaram com os dele. Não. Nada mudou. Apenas cresceu a atenção. Dias mais tarde, voltaram a encontrar-se e, de uma forma um pouco inconsciente, ela decidiu libertar algumas palavras, tendo estas rumado na sua direcção. Ela sorriu. Ele também. Ficou fascinado. Tudo tentou voltar ao normal mas a troca de palavras, curta, não permitiu. E foi aí que ambos perceberam que algo bom podia, em breve, acontecer.

1 comment

Powered by Blogger.